Dicas para se trabalhar com artesanato profissionalmente

1 – Marca

Crie sua marca, ou um logótipo para por nos seus trabalhos. Você pode imprimir em papel e criar a sua própria TAG colocando seus dados como telefone, email e site. Você também pode providenciar cartão de visita para entregar a seus clientes.

2 – Cadastro de clientes

Cadastre seus clientes, pedindo nome, telefone e email, para que você possa sempre estar divulgando seus trabalhos, não se esqueça de pedir ta a data de aniversario, assim você poderá oferecer uma gentileza numa data especial. Sempre que houver novidades em seus trabalhos, você deve informá-los.

3- Peça Piloto e Fotografia

Fotografe sempre as peças confeccionadas e faça também uma peça piloto, isso facilita no caso de fazer outras peças iguais, além de ser útil para que você crie um catálogo ou portfólio de seus trabalhos.

4- Custo

Sempre guarde as notas fiscais de compra de material, anote sempre qual o material que você utilizou e o preço, assim você calcula qual será o preço, para não ter prejuízos.

5 – Apresentação do seu produto.

Uma embalagem bonita e apropriada valoriza seu produto.

6 – Encomendas

O ideal é receber antecipadamente principalmente no caso de vendas pela internet, no caso de venda pessoal, você pode receber 50% a vista e o restante com cheque pre-datado.

7- Aprimore-se.

Tente sempre estar aprendendo coisas e técnicas novas de trabalho, leia, atualize-se, há cursos, revistas, Internet, enfim muitos meios para você aprender.

8- Prazo de Execução do seu trabalho.

Ao receber uma encomenda, sempre de um prazo com dois dias a mais do que você de fato leva para fazer o trabalho, e nunca falhe nisso, porque falhar faz com que você perca a credibilidade. Organize-se para fazer as coisas com calma, para que o trabalho sempre tenha qualidade.

9 – Organize-se

Organize suas peças de trabalho, não deixe tudo jogado. Coloque suas peças em vidros, caixinhas bonitinhas, deixe tudo limpinho, para que na hora de executar o trabalho, para que tudo saia direitinho. Bagunça acumula energia negativa no ambiente.

10- Anotações de seus lucros e vendas

Anote em um caderninho suas vendas, há períodos no ano de maior venda,os períodos melhores são natal , dia das mães, dia dos namorados.

11 – Como vender seus produtos.

– Participe de feiras de artesanato local.

– Ofereça seus trabalhos em lojas.

– Anuncie em jornais de bairro.

– Divulgue pelas comunidades do Orkut

– Divulgue através de emails para suas amigas, enviando foto e preços de algumas peças.

12 – Consignação

Deixar peças em consignação significa você deixar seus produtos em uma loja e só recebe caso essa peça seja vendida. O importante nesse caso é não deixar muito tempo a peça na loja, dê um prazo para sempre fazer a troca dos produtos. É uma boa opção para quem está começando.

13 – Lojas Colaborativas

Existem algumas lojas que você aluga um espaço e deixa suas peças para serem vendidas, você paga por mês e a loja se encarrega de vender, você só vai lá para deixar os produtos e receber a venda.

14 – Carteirinha do Artesão

Você pode tirar a carteirinha na Sutaco com esta carteirinha você tem acesso a diversas informações sobre artesanato e também pode tentar participar de feiras com mais facilidade.

15 – Como calcular o preço que você deve cobrar.

“Antes de produzir, você deve verificar:

Quem é seu publico alvo, ou seja você quer vender pra quem?.

Quais são os seus gastos mensais com a produção.

Qual o tempo dispensado na mão-de-obra.

Normalmente, o cálculo é feito dessa forma:

Se você gastou R$ 10,00 deverá vender a R$ 30,00

R$ 10,00 pelo material gasto.

R$ 10,00 pela mão de obra.

R$ 10,00 pelo seu lucro.

Mas se ficar muito caro, você dever recalcular e adaptar o preço, usando o bom senso.

Além disso é necessário sempre pesquisar o mercado, o ideal é estar sempre equiparando seu preço aos seus concorrentes, oferecendo diferenciais como qualidade e exclusividade.

16 – Administrando o seu lucro.

Sempre que você fizer uma venda, guarde uma parte do dinheiro, aprenda a organizar-se e poupar seu dinheiro.

17 – Educação

Seja simpática, educada e bem humorada, isso atrai clientes.

18- Criatividade

Para se enriquecer de idéias, leia revistas de artesanato, visite livrarias, exposições, feiras, pesquise na Internet, etc.

19-Energia Positiva

Bom humor, positivismo, alto astral e bons pensamentos atraem coisas boas, pense nisso!

20- Atenção para hábitos.

*Não fume na presença de clientes.

*Cuide de sua higiene pessoal, limpeza nas mãos é essencial.

*Não use perfumes fortes que podem impregnar nas peças que você está a confeccionar.

*Mesmo que você seja uma pessoa simples, procure estar sempre arrumada, ao receber uma cliente em sua casa para comprar suas peças.

21 – Conheça seus clientes.

Procure observar seus clientes, o que mais procuram, o que mais gostam, conhecendo-os, você poderá com o tempo saber que tipo de trabalho ele mais gosta; e quando você produzir novidades poderá lhes oferecer, aumentando assim sua chance de vendas futuras.

22 – Peças que você não conseguiu vender.

As vezes ocorre de fazermos uma peça que gostamos muito, entretanto não cai no agrado dos nossos clientes, nesses casos não hesite em dar descontos, e fazer liquidações e promoções.

23 – Empreendedor Individual

E se você já está fazendo sucesso como artesã pode também se transformar em uma empreendedora individual abrindo uma pequena empresa, é simples e fácil é ir no site portaldoempreendedor

Este artigo foi extraido vilamulher.terra

Gostaram?
Visite
www.artypano.com
This entry was posted in Dicas.